Luiz Nogueira é destaque no Sebrae Nacional por sua história de empreendedorismo e sucesso na praia de Canoa Quebrada/CE

0 comentários

O empresário Aracatiense Luiz Nogueira foi destaque do Selo de Qualidade e Serviços do Sebrae Nacional por sua história e empreendedorismo.

Criado em 1996, o selo tem por objetivo estimular a implantação de melhorias nos produtos e serviços ofertados nas empresas do ramo de hospedagem, alimentação e eventos, bem como orientar e capacitar os empreendedores e colaboradores em gestão e tecnologia, com a finalidade de valorizar as empresas cearenses do segmento turístico que possuem produtos e/ou serviços de qualidade.

A equipe de expedição do “Aqui tem SEBRAE” visitou a Barraca Chega Mais em Canoa Quebrada e ficaram impressionados pela estrutura desse grande empreendimento de entretenimento. Outro fator que chamou a atenção foi a história de vida do empresário que tem uma história de 20 anos de empreendedorismo.

Filho de pescador e de artesã, Luís Nogueira e seus 12 irmãos tiveram que começar cedo a trabalhar para auxiliar no sustento da família. Em Aracati, ele fazia de tudo, trabalhava no roçado, fazia bicos aqui e ali, até que se mudou para Fortaleza para ser office-boy de uma farmácia, onde ficou por três anos. Ao voltar para Canoa Quebrada, recebeu uma proposta de seu primo para abrir uma barraca de praia.

Os investimentos da barraca de estrutura simples vieram do primo, sendo que Luís era o responsável pela mão de obra. Tempos depois, o primo desistiu da sociedade, ofereceu sua parte e Luís assumiu toda a empresa. Na época, com 18 anos, ele fazia o atendimento e tinha dois funcionários. Os clientes foram chegando aos poucos.

Luís atuava em uma estrutura pequena, quando recebeu a visita de um cliente que era do Sebrae. Foi quando ele conheceu o Selo de Qualidade do Sebrae e, a partir daí, começou uma grande parceria. Para que ele participasse do Selo, teve que fazer várias mudanças. Investiu em reformas, aprimoramento do serviço e melhorias no atendimento. O selo é algo que o orgulha e que o lembra que ele deixou de ser um simples barraqueiro para ser um grande empresário.

Para se ter uma ideia, em 1995, a barraca só tinha 10 mesas e duas caixas térmicas que ele conseguiu emprestadas. Atualmente, o complexo tem uma estrutura de 6.000 m² e 450 mesas, além de piscina, lojas, miniparque aquático e uma equipe com aproximadamente 60 funcionários. “Pretendo manter o que já temos e, a cada dia, melhorar a estrutura, o atendimento e a qualidade dos serviços”, afirma.


Compartilhe:

Postar um comentário