Psicóloga do Hapvida diz como aproveitar o feriadão do carnaval longe da folia

0 comentários
O Carnaval atrai milhões de pessoas todos os anos. Mas nem todos são fãs da folia e preferem procurar outras alternativas neste período. A psicóloga Anna Lívia Soares, do Hapvida Saúde, dá dicas de como aproveitar o feriadão longe da folia.

Porque algumas pessoas preferem ficar distantes da folia de carnaval?
Por uma escolha pessoal, por querer aproveitar os dias de folga para descansar e ir para lugares mais calmos; ou financeira; por não gostar desse tipo de data comemorativa; por não sentir-se confortável no meio de muita gente, muito barulho.

Por ser um feriado longo, essas pessoas podem se sentir isoladas?
Não necessariamente. Seria se ela fosse participar de um evento onde não existe uma identificação, iria sentir-se sozinha no meio da multidão.

Como elas podem aproveitar esse período?
Uma viagem mais tranquila para descansar, o sossego de casa, ler um livro, assistir a um bom filme, fazer algo que tinha vontade de fazer e não havia tempo, fazer um passeio interessante, visitar familiares ou também retiros religiosos.

No caso em que os casais estiverem divididos entre ir para a folia e ficar longe dela, como eles devem proceder?
Seria interessante chegar a um consenso, através de uma negociação, fazendo uma avaliação dos prós e contras da situação, lembrando sempre que qualquer escolha tem perdas e ganhos.

Como pais que não gostam da folia devem lidar com filhos que não perdem o carnaval por nada?
Primeiro compreender e respeitar que as pessoas são diferentes, logo tem gostos, atitudes, comportamentos, preferências diferentes e precisa-se entender que cada uma tem suas justificativas. É importante lembrar que dependendo da educação que foi passada aos filhos, precisa ter confiança nesses eventos.

O carnaval mexe com o comportamento das pessoas a ponto de algumas fazerem coisas impensadas?
Na maioria das vezes. Isso por causa da permissividade, o uso de bebidas alcoólicas em demasia, o estímulo dos amigos. Vemos que há uma liberação maior do reprimido, das fantasias, dos desejos.

Quais as melhores sugestões para os foliões não cometerem atos que causem arrependimento depois?
Se comportar com sensatez, evitar excessos alcoólicos, evitar descontrole, pensar antes de agir, não se expor demais nas redes sociais.


Compartilhe:

Postar um comentário