Patrocinadora master da Sadef-RN, Caern homenageia paratletas que representaram o RN no Jogos Rio 2016

0 comentários

Numa concorrida cerimônia realizada na manhã desta segunda-feira (26), no auditório da Administração Central, os atletas da Sociedade dos Amigos do Deficiente Físico do RN (Sadef-RN) que representaram o Rio Grande do Norte na Paralimpíada do Rio de Janeiro foram homenageados pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern). O evento foi presidido pelo diretor-presidente da companhia, Marcelo Toscano, tendo também as presenças dos diretores comercial, Maria Helena Cortez, do Planejamento, Anton Safieh, e de Operações, João Alberto, além de vários outros colaboradores.

Há 20 anos, a Caern é patrocinadora da Sadef, entidade que reúne 120 paratletas em quatro modalidades: atletismo, halterofilismo, natação e tênis de mesa.

A homenagem teve o objetivo de destacar a participação dos atletas potiguares que mostraram ótimo desempenho durante a Paralimpíadas do Rio de Janeiro.

Ao saudar os atletas, o diretor-presidente da Caern, Marcelo Toscano, falou da satisfação que todos da Caern manifestam no apoio à entidade e no reconhecimento aos paratletas. “A Caern faz isso com muita alegria, entendendo que também tem esse dever social de incentivar o esporte e uma entidade como a Sadef”, comentou.

A Sadef é presidida por Tércio Tinoco, que destaca a Caern como patrocinador “master”. A Sadef abriga mais de cem portadores de necessidades especiais com as diferentes limitações físicas e mentais, sempre estimulando pessoas a ter melhor qualidade de vida. A entidade funciona no CAIC Lagoa Nova – Av. Jerônimo Câmara – Nazaré.



HOMENAGEADOS

Um dos destaques entre os paratletas é Joaninha Neves, que competiu na natação nos 50 metros livres e revezamento, recebendo medalha de prata em cada modalidade; nos 100 metros livres, ganhou a medalha de bronze. Muito tietada durante o evento na Caern, Joaninha se mostrou satisfeita com a iniciativa. “Foi sensacional essa homenagem. É um reconhecimento muito importante”, disse.



Outra paratleta presente foi Terezinha Mulato, que foi a única convocada do Rio Grande do Norte para a modalidade halterofilismo, sendo classificada em 5º lugar. Terezinha é há 18 anos campeã brasileira e das Américas, já participou de quatro paralimpíadas panamericanas e duas paralímpiadas mundiais. Ela é a primeira mulher no Brasil a levantar peso e foi a primeira mulher a participar de uma paralimpíada em halterofilismo, em Sidney, na Austrália, em 2000.

O treinador de Terezinha, Carlos Williams, também foi homenageado. Convocado para ser treinador da seleção brasileira, Carlos Williams é formado em educação física e atua há 11 anos com halterofilismo, sendo heptacampeão brasileiro pela Sadef. A entidade está levando 10 halterofilistas classificados para o campeonato brasileiro que será realizado em novembro, em São Paulo.



Na modalidade triathlon, a representante potiguar Ana Raquel ficou em 11º lugar. Ela nadou 750 metros, pedalou 20 km e correu mais 5 km. Ana Raquel é líder do ranking brasileiro e campeã nacional na categoria PT-4, que inclui atletas com comprometimentos como deficiência nos membros, hipertonia, ataxia e atetose, carência de força muscular e amplitude de movimentos diminuída, entre outras limitações.

Ana Raquel elogiou a iniciativa de promover a homenagem aos paratletas, como um incentivo e reconhecimento importante para o esporte. A única homenageada ausente foi Rildene Fonseca, também paratleta de natação, classificada em 8º. Lugar. Rildene não participou porque estava em João Pessoa (PB), atendendo a um compromisso pessoal.


Compartilhe:

Postar um comentário