Fabrício Torquato dá show em debate promovido no IFRN

0 comentários

Na noite desta sexta-feira, 23, o candidato à reeleição, Fabrício Torquato (PSD), participou de debate realizado por grêmios estudantis e diretórios acadêmicos no auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), campus Pau dos Ferros, ocasião em que esteve na plateia a candidata a vice, Lara Figueiredo (PMDB).  

Sereno, o atual gestor do município falou com propriedade a respeito dos mais variados assuntos, como também rebateu com firmeza falas dos seus opositores no pleito deste ano, Juscelino Rêgo (PMB) e Leonardo Rêgo (DEM), a ele direcionadas.

Fabrício teve um desempenho positivo durante toda a discussão, lembrando, logo em suas considerações iniciais, a importância das instituições educacionais realizadoras do debate (IFRN, UERN, UFERSA e FACEP) e elencando os principais avanços da sua administração, a exemplo de novas unidades de saúde, dezenas de pavimentações e valorização profissional.

Ainda no primeiro bloco, o nome majoritário da coligação “Pau dos Ferros de Todos” teve a oportunidade de discorrer sobre o tema “cultura”, comum aos três candidatos. Ele citou a inauguração da Casa de Cultura Popular Joaquim Correia e suas muitas atividades e a criação da Cavalgada, evento de comemoração do aniversário da cidade. Como proposta para o próximo mandato, expôs a ideia de construção da Arena do Vaqueiro.

Na segunda parte da realização, com perguntas feitas entre si pelos candidatos a prefeito mediante temáticas sorteadas, Fabrício falou de desenvolvimento rural, esporte e educação, áreas em que seu governo teve resultados significativos, garantindo: perfuração de mais poços artesianos no campo, conclusão da reforma/modernização do Ginásio Municipal 9 de Janeiro e a continuidade da atenção à classe docente.  

“Hoje, nós temos uma folha salarial, que só pela aplicação do Plano de Cargos e Carreira [do Magistério Público], onerou o município em quase R$ 300mil. Eu não considero isso, de maneira nenhum, gasto. Eu considero investimento, porque são os professores que vão cuidar das nossas crianças e do nosso futuro”, disse.

O terceiro bloco trouxe à tona o funcionamento do prédio da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) por alunos da Faculdade Evolução Alto Oeste Potiguar (FACEP). “Nós temos os nossos pareceres aprovados, aguardando, tão somente, que o ministério libere esses recursos [para compra de equipamentos]”, declarou Fabrício, ao frisar que os custos com uma UPA devem ser de responsabilidade do município, Estado e da União.

A última resposta do gestor esteve relacionada à mobilidade urbana, a partir da qual pôde comentar acerca da finalização do Plano Diretor Participativo, que contemplará a readequação do fluxo de veículos. “Já temos contato com o Detran para sinalizar todo o trânsito central”, acrescentou.

Em sua fala final, Fabrício afirmou que todas as obras estruturantes da sua gestão estão em andamento, com contratos dentro do prazo legal. Também destacou a garantia de direitos apesar da crise, o respeito às pessoas e gerenciamento do município pensando no hoje e no amanhã.


Compartilhe:

Postar um comentário