Luís Gomes: Aventura e muita beleza te esperam em mais uma serra potiguar

0 comentários
Larissa Cavalcante relata os principais atrativos da região serrana visitada no 'Rota Inter TV

Por Larissa Cavalcante
Produção Rota Inter TV

Leo Souza na trilha do Complexo do Relo, em Luís Gomes (Foto: Alex Rodrigues - Rota Inter TV)
Leo Souza na trilha do Complexo do Relo, em Luís Gomes (Foto: Alex Rodrigues)
Natal a Luís Gomes enfrentamos aproximadamente 5h30 de estrada, com direito a uma parada rápida em Lajes, para o café da manhã. Primeiro pela BR-304, até Assú, depois descendo a tromba do elefante pela BR-226, até uma das últimas cidades do Rio Grande do Norte. Luís Gomes faz fronteira com a Paraíba, mais especificamente com a cidade de Uiraúna, já bem perto da conhecida Souza.

Como no Rota Inter TV o tempo pra descanso é bem restrito, chegamos ainda pela manhã e fomos logo para a primeira gravação do dia. Entre as altas palmeiras que embelezam a entrada da cidade, fizemos a abertura do programa. Logo em seguida, a nossa primeira entrevista foi com seu Aguinaldo Fernandes, que por profissão é advogado, mas conhece como ninguém as histórias a respeito da fundação da cidade.

Seu Aguinaldo nos contou que o nome de Luís Gomes foi atribuído por causa do Tenente Coronel Luís Gomes de Medeiros, que saiu de Caicó desbravando as terras do Alto Oeste por volta de 1766. Ao se deparar com solo fértil e clima propício ele resolveu de dedicar a agricultura e a criação de animais na região.

Em seguida fomos acompanhados por seu Givaldo em uma aventura pelo Complexo do Relo, um local para fazer trilha, acampamento, rapel, motocross, rally e desfrutar da natureza da cidade. Como não podemos fazer tudo, elegemos a trilha até o Poço do Padre como nossa primeira matéria de aventura. Cerca de 20 min de caminhada com muito cuidado para não “se relar” nas descidas escorregadias do Relo, e chegamos ao famoso poço.

Rapel guiado na serra de Luís Gomes (Foto: Sérgio Luis - Rota Inter TV)
Rapel guiado na serra de Luís Gomes (Foto: Sérgio Luis - Rota Inter TV)

A curiosidade é o nome do local, que recebeu esse nome por causa de um padre, que, segundo seu Givaldo, ficou enterrado até o pescoço quando o poço ainda era raso. Hoje ele está com cerca de 20 metros de profundidade e poucos são os que se atrevem a pisar lá no fundo. Menos ainda os que conseguem.

Na subida de volta para o Mirante fizemos a nossas próximas aventuras, um rapel guiado, com o paraibano Zé Laurindo, passando por cima de um vale, entre duas serras, e um rapel negativo em uma cachoeira que estava sem água por falta de chuva.

Já com a hora do almoço batendo a porta, gravamos a receita de uma linguiça caseira no Restaurante Central. Quem nos recebeu foi a dona Ana, que aprendeu a receita com a mãe e hoje toca o estabelecimento com outros cinco irmãos. Restaurante e receita de família, não tinha como dar errado. Com um inusitado ingrediente na mistura, um molho shoyu, a linguiça caseira só se parece com a tradicional linguiça que compramos em supermercado pelo formato. O sabor é totalmente diferente e sensacional.

Leo Souza no mirante do Relo, em Luís Gomes (Foto: Sérgio Luis - Rota Inter TV)
Mirante do Relo, em Luís Gomes (Foto: Sérgio Luis )
Ela contou que a iguaria do Alto Oeste potiguar é importada aos quilos para grandes capitais como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. A linguiça pode ser feita no forno, na brasa ou frita em uma frigideira tradicional. É acompanhada por vinagrete, farofa e pode ser até a proteína do seu almoço.

Para o nosso terceiro bloco preparamos uma matéria especial no Promessas da Cidade. Contamos a história de Maria Jaqueline, uma menina do campo, filha de agricultores, que tira do solo o sustento da família. Jaqueline transformou sua história em poesia e foi semifinalista da Olímpiada Brasileira de Língua Portuguesa. Um talento revelado de Luís Gomes para todo o país e um exemplo para inspirar todo o estado.

Encerramos o programa com uma apresentação do saxofonista Josafá, de apenas 16 anos, e da Orquestra Funffec de Cordas, formada por adolescentes e jovens da comunidade luís-gomense. O local escolhido não poderia ser mais propício, o Complexo do Mirante, com vista panorâmica para todas as serras da região e um pôr do sol incrível que deixou o nosso programa ainda mais bonito.

Esse é um breve resumo do que aconteceu no nosso programa em Luís Gomes. Não deixe de acompanhar os diários de viagens dos próximos destinos do Rota!



Compartilhe:

Postar um comentário