Políticas públicas sobre direitos humanos são debatidas em conferência

0 comentários

“Direitos Humanos para Todos e Todas: Democracia, Participação, Justiça e Igualdade” foi o tema abordado na I Conferência Regional dos Direitos Humanos, realizada no auditório da Casa de Cultura Popular Joaquim Correia na última sexta-feira, 11.

O momento foi útil para a elaboração de propostas com vistas à conferência estadual, através da discussão de três eixos temáticos: Afirmação e Fortalecimento da Democracia, Garantia e Universalização de Direitos e Promoção e Consolidação da Igualdade. Também foram eleitos 16 delegados do poder público e da sociedade civil.

A mesa de abertura do evento foi composta pela secretária de Desenvolvimento Social do município, Glenira Holanda, a vereadora Tércia Batalha, a secretária Aldacéia Oliveira e pelo membro do Conselho Estadual dos Direitos Humanos Cléber Costa.

Gestora da pasta da Educação e membro da comissão municipal da conferência, Aldacéia lembrou que os direitos humanos são conquistas sociais, e, embora garantidos nas leis, necessitam de lutas contra a sua violação. “São muitas as exclusões que nós vivenciamos”, afirmou.

Glenira, que falou em nome do prefeito Fabrício Torquato, chamou a atenção para o papel do cidadão na sociedade. “Porque está em jogo o direito das mulheres, dos trabalhadores, da juventude, dos estudantes, das diferentes formas de família, das religiões”, destacou.

A I Conferência Regional dos Direitos Humanos teve representações de vários municípios do Alto Oeste, pastorais da Igreja Católica, da rede municipal de ensino, do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA), dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) e do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS).





Compartilhe:

Postar um comentário