Grupo se reúne em Portalegre e idealiza o "Circuito das Serras"

0 comentários
Cidades serranas potiguares atraem turistas de todo o país pelas belezas naturais
No último dia 4 , um grupo formado por profissionais de diversos setores esteve reunido na cidade de Portalegre, com o objetivo de encontrar mecanismos para a criação do "Circuito das Serras", um projeto que busca impulsionar o turismo nos municípios serranos de Patu, Serrinha dos Pintos, Martins, Portalegre, Doutor Severiano, São Miguel, Cel. João Pessoa, Venha-Ver e Luís Gomes.

Segundo a empresária Soraya Vieira, a ideia surgiu a partir de um grupo de amigos em comum, por meio de uma rede social onde são abordados temas como política e desenvolvimento do Estado enfocando especialmente a região Oeste.

As ações do "Circuito das Serras" terão como público-alvo destinos que possam chegar às serras em até 2 horas, populações que estão em média a 100 quilômetros e no máximo 150 de qualquer uma das serras em foco.

Como primeira ação, o grupo pretende realizar um seminário, sem data ainda definida, onde serão abordadas alternativas de melhoramentos nas vias de acesso, rodovias, hotelaria e atrações culturais, e temáticas como experiências improdutivas e produtivas, captação alternativa de recursos com órgãos de fomento nacionais e internacionais, mecanismos de adesão da população ao projeto e a sua formatação jurídica.

Apesar das belezas naturais, cidades enfrentam dificuldades em explorar seus potenciais turísticos

As serras potiguares têm atraído turistas de todas as regiões brasileiras pelas suas belezas naturais como cachoeiras, clima ameno, festivais gastronômicos, dentre outros atrativos.

Apesar do grande potencial turístico, algumas estruturas estão fechadas, como o Complexo Turístico Mirante da Serra e o Relo, em Luís Gomes, e o festival gastronômico de Martins, que já não acontece há dois anos.

O mirante de Luís Gomes passou recentemente por um processo licitatório. O empresário mossoroense Moisés Martins, que também é consultor do Serviço Nacional da Indústria (Senai) diz estar nos último preparativos para a abertura do espaço: "Estamos acertando os últimos detalhes da estrutura, vendo algumas liberações no Corpo de Bombeiros e acreditamos que no máximo em sessenta dias estaremos reabrindo o mirante à população", frisou.

O empresário do ramo hoteleiro João Sabino e organizador do festival de fondue, em Martins, exalta a retomada da realização do festival gastronômico: "Realizamos um festival de fondue há quinze anos, sem o festival de gastronomia, que é realizado em praça pública, a cidade perde muito na divulgação do seu roteiro turístico", comentou o empresário, que disse ainda não acreditar no retorno do evento para este ano: "É um evento realizado pelo Governo do Estado, que parece não estar passando por um bom momento financeiro, então, acho difícil o festival acontecer este ano, infelizmente".

Compartilhe:

Postar um comentário