Com apoio do município, Balde Cheio melhora vida de produtores rurais

0 comentários
A zona rural do município de Pau dos Ferros tem vivenciado significativos avanços na pecuária na gestão do prefeito Fabrício Torquato. O motivo são os resultados surpreendentes do programa “Balde Cheio”, que adota novas técnicas e tecnologia com o objetivo de aumentar a produtividade de leite.

A iniciativa, de metodologia inovadora, destaca-se pela utilização do pastejo rotacionado: a área de pasto, mantida por irrigação, é dividida em piquetes, onde o gado se alimenta considerando um período de 30 dias para o descanso da área. Neste período de estiagem, o sistema ainda é complementado pela plantação de palma, forragem rica em vitaminas e sais minerais.

“A importância do projeto está atrelada, principalmente, ao fato de transformar o pequeno produtor em um microempresário. E agora, em que há dificuldade de água, com o planejamento dos piquetes de capim e a plantação das palmas os produtores não conseguem sacrificar tanto a produção de leite”, destacou o secretário de Desenvolvimento Rural, Carlos Rodrigo de Souza.

Desenvolvido pela prefeitura em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e Federação da Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Norte (FAERN), o Balde Cheio contempla dez pecuaristas, os quais passam por um acompanhamento técnico permanente.

De acordo com o coordenador do programa no Alto Oeste, Alexandre Cortez, os principais critérios para um produtor participar são a vontade de mudar e a aceitação de novas ideais. A partir daí, um técnico realiza uma visita, faz o levantamento do patrimônio e um planejamento com metas. “No geral, o projeto tem trazido muitas mudanças dentro da região. Os produtores estão acreditando e fazendo as coisas acontecerem”, disse Alexandre.

Experiência

Nesta semana, o secretário Carlos Rodrigo esteve acompanho dos coordenadores local e regional do programa, Beto Chaves e Alexandre Cortez, respectivamente, durante visitação à propriedade do pecuarista Pedro Aquino, no Sítio Sorriso.

Dono de uma área de pastagem de 7.000m2, Pedro já foi pescador. Com a chegada do Balde Cheio, ele passou a se dedicar à pecuária leiteira por incentivo dos técnicos do programa. E atualmente, através da pronta-entrega do leite, mantém o sustento da família.

No início, o produtor só tinha duas novilhas e uma vaca. “Elas davam quatro, cinco litros de leite por dia. Aí fui trocando com o dinheiro que sobrava e agora estou com onze vacas. Hoje, posso dizer que saí das minhas despesas. Com oito vacas já cheguei a tirar noventa e três litros de leite”, declarou.

Em breve, o rebanho de Pedro irá aumentar e, consequentemente, a produção. O pecuarista tem investido também em inseminação artificial.



Compartilhe:

Postar um comentário