Prefeito Fabrício Torquato concede entrevista à Rádio FM Vida e fala sobre questões político-administrativas

0 comentários
No final da tarde da última sexta-feira (21), o Prefeito de Pau dos Ferros, Fabrício Torquato, foi entrevistado pelo radialista José Nilson no Programa Rádio Cidadão da FM Vida de Martins/RN. A entrevista tratou de assuntos administrativos e de cunho político relacionados à cidade de Pau dos Ferros.

As obras de pavimentação, que vêm sendo um dos destaques da gestão “Mais Trabalho, Mais Compromisso” nestes dois primeiros anos de mandato, foram citadas por ele como ações cruciais para o desenvolvimento da cidade. “Temos muito orgulho por termos conseguido pavimentar, com recursos próprios, ruas realmente necessitadas desse trabalho. Bairros como Paraíso, São Judas Tadeu, Riacho do Meio, Manoel Deodato, Frei Damião, Chico Cajá e João XXIII já foram beneficiados até o momento. Para 2015, já temos o orçamento de 1,3 milhão para darmos continuidade a esse projeto, que além de trazer estruturação urbanística, oferece mais saúde e bem estar à toda a população”, disse.

Fabrício também citou a importância da construção das Unidades Básicas de Saúde nos bairros João XXIII, São Judas Tadeu e Manoel Deodato, que estão em andamento, além do Pólo Academia de Saúde, que também está em processo de finalização na Praça José Lopes Chaves, e da entrega de centenas de casas às famílias que vivem de aluguel ou não têm onde morar. “Pau dos Ferros já se caracteriza como uma cidade de grande porte que precisa de planejamento. Nosso objetivo é proporcionar esse crescimento de forma responsável, porque precisamos evoluir com qualidade. Recentemente, já entregamos 50 novas casas pelo Programa Minha Casa, Minha Vida. A previsão é que para o próximo ano esse número aumente e estejamos entregando mais 410 residências”,  afirmou.
Outros assuntos tratados

Na entrevista, Fabrício também respondeu sobre obras provenientes da gestão passada que estão inacabadas, inadimplentes ou foram construídas em lugares inapropriados. “Precisamos apresentar à população a realidade de alguns fatos no que diz respeito à obras traumáticas que herdamos. O abatedouro publico inacabado que está aí não apresenta mais viabilidade de conclusão, virou em elefante branco. Nem naquele local poderia mais, pois virou área urbana. Já garantimos recursos da ordem de 400 mil para a construção de um novo abatedouro e estamos procurando um melhor local para a construção. Ainda assim, precisaremos entrar com uma contrapartida no valor de 200 mil reais por parte da Prefeitura”, relatou. 

Além do abatedouro, a Creche do Bairro Manoel Deodato, a Praça Ezequiel Fernandes, no Bairro São Benedito, e o Ginásio Poliesportivo do Bairro Nações Unidas foram citados por Fabrício como obras pendentes que vêm da gestão passada e precisam ser concluídas com máxima urgência, apesar dos grandes entraves. “Preocupa-me  muito começar e não concluir uma obra. Não somente por questões de término de mandato, mas por inviabilidade logística e financeira devido à forma como essas obras foram tratadas desde o processo de planejamento e licitação. Temos o compromisso de tentar não torná-las ‘elefantes brancos’. Irei a Brasília lutar pelas suas finalizações e, se for necessário e possível, utilizaremos recursos próprios em alguns dos casos para resolver essas pendências”, disse.

Situação financeira

Quando perguntado sobre a questão financeira da Prefeitura, Fabrício foi enfático ao dizer que Pau dos Ferros é uma cidade endividada: “Assim que assumi o posto de prefeito, herdei uma dívida de R$ 9.788.962,67 referentes a precatórios que já tinham sido finalizados entre os anos de 2005 e 2012. Eu precisava pensar na governabilidade da minha gestão e na dos meus sucessores, porque senão aquele montante se tornaria uma ‘bola de neve’. Por isso, financiamos todo o valor em parcelas mensais de 125 mil durante 8 anos e 4 meses. Para completar, em agosto de 2013 chegou uma dívida de 1 milhão do Tribunal de Justiça, que precisamos parcelar em 12 vezes de 94 mil reais. Resumindo: são quase 220 mil reais mensais, de recursos próprios, destinados a pagar pendências passadas. Além disso, o débito com a Cosern, em janeiro de 2013 era de quase 1,1 milhão. Com a CAERN, temos dívidas de mais de 300 mil reais.”

De acordo com Fabrício, a preocupação com a situação previdenciária do município é ainda maior. “Essa é outra grande demanda que estamos lutando na justiça. Negociamos e parcelamos mais de 6 milhões de reais devidos à previdência, dentro da MP 589/2012, que favoreceu os municípios, dando melhores condições de parcelamento. Fora estes, a gestão anterior passou quase dois anos sem pagar as obrigações previdenciárias, uma decisão feita em acordo com o Escritório Bernardo Vidal no que se refere à compensações previdenciárias. Já perdemos a causa nas  duas primeiras instâncias e estamos aguardando o resultado do processo, mas o fato é que essa dívida, que começou com um valor de mais de 5 milhões, já soma mais de 18 milhões. Estamos nos esforçando ao máximo, de acordo com nossas possibilidades, para que tudo termine bem. Da nossa parte, desde o início da atual gestão, pagamos tudo regularmente”, afirmou.

Antecipação do Pleito 2016

O município de Pau dos Ferros, desde as eleições para Governo do Rio Grande do Norte, está sendo alvo de comentários devido o processo de antecipação do pleito de 2016, caracterizado pelo grupo do ex-prefeito. Sobre isso, Fabrício Torquato afirmou que essa campanha precoce não faz bem para a cidade e que agora a hora é de trabalhar. “Acredito que nós, políticos, quando usamos um microfone, precisamos ser propositivos, construir um discurso pensando no bem da população. A tentativa de criar um clima de guerra em nossa cidade não funciona. Engana-se quem acha que o nosso povo é arredio e quer ficar uns contra os outros por causa de ‘picuinhas’ políticas. Enxergo claramente um repúdio contra essa ação. E é nessa linha propositiva e de respeito que vou andar sempre. Porque agora é hora de trabalhar. Só vou falar do pleito 2016 em 2016”, finalizou.

O áudio com a entrevista na íntegra pode ser conferido no link http://goo.gl/AGpvIo.





Compartilhe:

Postar um comentário